Golpe no Pix? Veja dicas para escapar de fraudes | TechBreak - Tudo sobre Tecnologia

Golpe no Pix? Veja dicas para escapar de fraudes

Conta de celular também poderá ser paga com PIX
Conta de celular também poderá ser paga com PIX
Golpe no Pix? Veja dicas para escapar de fraudes

Eventuais golpes que ocorram por meio do Pix não acontecem por falhas de segurança no sistema, advertiu o BC (Banco Central), nesta sexta-feira (30). De acordo com o BC, o Pix representa apenas um meio de pagamento, que não está relacionado diretamente ao descuido de quem cai numa fraude.

+ Nasa define nova missão para o helicóptero Ingenuity em Marte
+ Evento que acontece em uma semana, Gramado Summit aposta em protocolos de segurança para realização
+ Receita libera nova versão do programa do IRPF 2021
+ As tendências do Mercado Publicitário em 2021

Segundo a instituição bancária, os principais golpes são: pedido de dinheiro por aplicativo de mensagem clonado (Whatsapp ou Telegram) de amigos e conhecidos; SMS, e-mail ou ligações que pedem atualização de cadastros com links para páginas falsas e lojas virtuais falsas que jamais enviam os produtos comprados.

Nessas situações, o Pix, informou o Banco Central, é mais seguro que os mecanismos tradicionais de transferência. Isso porque a ferramenta fornece as informações do receptor do pagamento, como nome completo e parte do número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou do Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ). Cabe ao usuário conferir os dados de quem recebe a transferência.

Black Friday: veja as dicas para não ser enganado
Em relação a lojas virtuais falsas, o usuário deve primeiramente verificar se o endereço da página tem alguma letra trocada e desconfiar de produtos e de serviços em condições supervantajosas. 

No caso de clonagem de aplicativos de mensagens, deve-se telefonar para a pessoa para confirmar o pedido de dinheiro. No caso de atualizações cadastrais que resultem na clonagem da conta bancária, o cliente jamais deve clicar em links enviados e deve ligar de volta para a instituição financeira para perguntar se os dados bancários estão em dia.

Em relação a lojas virtuais falsas, o usuário deve primeiramente verificar se o endereço da página, que se parece com o da loja original, tem alguma letra trocada e desconfiar de produtos e de serviços em condições supervantajosas.

Para evitar ter o Whatsapp ou o Telegram clonados, a recomendação é não confirmar códigos enviados por supostos pesquisadores de opinião que pedem para avaliar o trabalho ou falsas empresas de telefonia e instituições financeiras. Esse código, enviado por mensagem de texto, representa o login da conta permite ao golpista acessar o aplicativo.

Outra recomendação é ativar a verificação em duas etapas, disponível nos aplicativos, que introduz um código adicional e impede o acesso instantâneo à conta.

Com Agência Brasil

Veja também:

+ Descubra as maiores tendências de cozinha que estão bombando em 2021

+ Cozinha afetiva: dicas e inspirações para uma decoração que exalta as memórias

+ A “Moto do Ano 2021” na Alemanha

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Conheça o iate de luxo de Giorgio Armani: ele mesmo projetou e custa R$ 330 milhões

+ Cozinhas coloridas: veja dicas essenciais para apostar em projetos alegres, modernos e joviais

+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’

+ Bruna Lombardi posta foto nua aos 68 anos

+ Bruna Marquezine posa de biquíni no Copacabana Palace. Confira as fotos!

+ Os 3 signos mais sensitivos do zodíaco

+ Os ‘Sapatos de Satanás’ do rapper Lil Nas X conterão uma gota de sangue humano

+ O bico do seu p… é rosa? Juliana Caetano, responde a fã de maneira ousada






  • arrow