Volvo se junta ao Google e à NVIDIA para criar seu próprio sistema operacional | TechBreak - Tudo sobre Tecnologia

Volvo se junta ao Google e à NVIDIA para criar seu próprio sistema operacional

Volvo se junta ao Google e à NVIDIA para criar seu próprio sistema operacional
Volvo se junta ao Google e à NVIDIA para criar seu próprio sistema operacional
Volvo se junta ao Google e à NVIDIA para criar seu próprio sistema operacional

A Volvo anunciou que se uniu ao Google e à Nvidia para desenvolver o VolvoCars.OS, o sistema operacional da empresa que irá equipar a próxima geração de carros elétricos da marca.

+ Argila é indício de que Marte já teve condições de abrigar vida
+ LinkedIn é alvo de denúncia de vazamento de dados
+ Banco cria consórcio para a compra de equipamento gamer
+ Projeto de lei prevê tornar obrigatório sistema de captação energia solar em novas construções

A tecnologia atuará como um sistema guarda-chuva para carros elétricos Volvo, incorporando softwares como o Android Automotive OS, QNX, AUTOSAR e Linux. Por meio de uma variedade de APIs, incluindo a API Extended Vehicle, o VolvoCars.OS dá aos desenvolvedores acesso aos recursos do carro, como dados do sensor do veículo, interfaces de usuário e recursos baseados em nuvem, como dados da frota, assunto ao consentimento do cliente.

Isso permite que os desenvolvedores criem serviços e aplicativos para carros Volvo. A Volvo também está centralizando a computação dentro de seus carros totalmente elétricos. Em vez de depender de várias unidades de controle eletrônico ao redor do carro que controlam recursos e sistemas individuais, uma quantidade cada vez maior de software desenvolvido internamente será executado em um poderoso sistema de computação central no carro.

O sistema de computação central, que será introduzido pela primeira vez em um novo modelo da Volvo programado para ser revelado em 2022, é composto de três computadores principais. Estes apoiam-se mutuamente no processamento de visão operacional e inteligência artificial, computação geral e infoentretenimento, respectivamente.

A mudança para a computação centralizada também permite que a Volvo Cars separe gradualmente o hardware do software. Isso significa que a empresa pode introduzir ciclos de hardware mais frequentes, para que os novos modelos Volvo possam ser equipados com o hardware mais recente disponível.




  • arrow