Vape: Anvisa começa a receber dados técnicos sobre os cigarros eletrônicos | TechBreak - Tudo sobre Tecnologia

Vape: Anvisa começa a receber dados técnicos sobre os cigarros eletrônicos

Vape: Anvisa começa a receber dados sobre a segurança de cigarros eletrônicos
Vape: Anvisa começa a receber dados sobre a segurança de cigarros eletrônicos
Vape: Anvisa começa a receber dados técnicos sobre os cigarros eletrônicos

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) iniciou na segunda-feira (11) a etapa de recebimento de evidências técnicas e científicas a respeito da segurança dos vape, como também são conhecidos os cigarros eletrônicos.

+ Stranger Things ganha trailer oficial da quarta temporada; confira
+ LinkedIn: pesquisadores encontram perfis com rostos fake criados por inteligência artificial
+ Conheça a história da aeromoça que sobreviveu a uma explosão e queda de avião

A importação e comercialização de cigarros eletrônicos atualmente é proibida no Brasil. Mesmo assim, segundo estimativas da BAT Brasil (antiga Souza Cruz), a maior empresa de tabaco do país, 2 milhões de brasileiros fazem uso dos cigarros eletrônicos.

A Anvisa iniciou em 2019 um processo regulatório para a discussão e atualização de informações técnicas sobre o tema. As contribuições poderão ser enviadas até 11 de maio, pelo site da Anvisa. Após essa etapa, um grupo de especialistas irá discutir as evidências científicas para a possível elaboração de um texto normativo, que poderá – ou não – ser submetido posteriormente a uma consulta pública.

Ainda na segunda-feira, a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) iniciou uma abaixo-assinado no sentido contrário: o de coletar manifestações contra a autorização dos cigarros eletrônicos no mercado nacional pela Anvisa.

Os cigarros eletrônicos expõem o organismo a uma variedade de elementos químicos perigosos. Entre eles, estão as nanopartículas de metal do próprio dispositivo, o propilenoglico (líquido em que a nicotina é diluída, e que ao ser aquecido se transforma em formaldeído, substância cancerígena, e a própria nicotina. Existe, ainda, o risco de explosão do produto, destaca a Fiocruz.

Veja também:

+ Veja fotos do Fusca da casa incendiada: raro 1950 Split Window vale uma fortuna
+ Veja fotos de Juliana Paes fazendo topless na Chapada dos Veadeiros
+ Vídeo: Avião de pega fogo após colidir com caminhão em rodovia
+ Qual são os países mais felizes do mundo?
+ Carla Perez posa de vestido rosa durante viagem nas Maldivas: ‘perfeita’
+ Os 3 signos mais sensitivos do zodíaco
+ Bruna Lombardi posta foto nua aos 68 anos
+ Descubra as maiores tendências de cozinha que estão bombando em 2021
+ A “Moto do Ano 2021” na Alemanha
+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok
+ Conheça o iate de luxo de Giorgio Armani: ele mesmo projetou e custa R$ 330 milhões
+ Cozinhas coloridas: veja dicas essenciais para apostar em projetos alegres, modernos e joviais
+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’
+ O bico do seu p… é rosa? Juliana Caetano, responde a fã de maneira ousada




  • arrow