Uso de apps de espionagem de crush, namorado ou cônjuge, aumenta 35% | TechBreak - Tudo sobre Tecnologia

Uso de apps de espionagem de crush, namorado ou cônjuge, aumenta 35%

Uso de apps de espionagem de crush, namorado ou cônjuge, aumenta 35%

Uso de apps de espionagem de crush, namorado ou cônjuge, aumenta 35%
Uso de apps de espionagem de crush, namorado ou cônjuge, aumenta 35%

O uso de aplicativos que ajudam a espionar a vida do crush, namorado ou cônjuge aumentou 35% segundo a empresa de cibersegurança Kaspersky, que ouviu mais de 37 mil pessoas e comparou a utilização do recursos tecnológico nos anos de 2018 e 2019.

Veja também

• Yamaha NMax 2020 é revelado com novo visual e equipamentos
• Feira no Rio de Janeiro traz o que há de mais inovador na inclusão e acessibilidade
• Celebridade da internet, gata Lil Bub morre aos 8 anos

Com o nome de “spousewares”, eles fazem parte de um tipo de tecnologia chamada de “stalkerwares”. Mais que serem usados por pessoas ciumentas, podem ter funções antiéticas e até criminosas, como roubo de informações bancárias. Por isso, são proibidos em diversos países.

Esse tipo de app que geralmente é pago, permite vigiar a localização da pessoa, o histórico de navegação, as mensagens SMS enviadas e recebidas e até mesmo conversas trocadas no WhatsApp.

Aqui no Brasil, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal aprovou, desde agosto, um projeto de lei (PL) que torna crime qualquer tipo de prática de stalking, independentemente de ela acontecer na internet ou offline a lei, atualmente, está em tramitação na Câmara dos Deputados.




  • arrow