Um aglomerado quase sem precedentes de tempestades que podem virar furacões está se formando no Atlântico | TechBreak - Tudo sobre Tecnologia

Um aglomerado quase sem precedentes de tempestades que podem virar furacões está se formando no Atlântico

Um aglomerado quase sem precedentes de tempestades que podem virar furacões está se formando no Atlântico. Foto: NOAA

Um aglomerado quase sem precedentes de tempestades que podem virar furacões está se formando no Atlântico. Foto: NOAA
Um aglomerado quase sem precedentes de tempestades que podem virar furacões está se formando no Atlântico. Foto: NOAA

A temporada de furacões está assustadoramente ativa. Apenas algumas semanas depois que o furacão Laura – a tempestade mais forte registrada a atingir a costa da Louisiana – trouxe ventos e chuvas devastadoras para a Costa do Golfo, agora existem mais cinco tempestades no Atlântico. A última vez que tantas tempestades ocuparam esta área foi em 1971, quando houve seis sistemas de tempestades.

+ Dono da Havan responde a declaração de Rachel Sheherazade e diz para ela procurar emprego em Cuba
+ Caça F-35C passa raspando no mar em lançamento de porta-aviões; veja o vídeo
+ Taurus pretende exportar o Fuzil T4 para as Filipinas
+ Bom Dia Brasil perderá 30min para a volta de Ana Maria Braga a grade da Globo
+ Alfândega confunde fone da OnePlus com AirPods falsificados

O furacão Sally é agora uma tempestade de categoria 1, mas espera-se que traga uma “enchente histórica” para a costa do Alabama e o oeste da Flórida. Embora a tempestade não seja tão violenta em termos de velocidade do vento, ela está se movendo lentamente . Furacões que avançam lentamente podem trazer mais destruição à medida que pairam sobre uma área, despejando imensas quantidades de água em um local. Os governadores do Alabama, Mississippi e Louisiana declararam estado de emergência .

O furacão Paulette atingiu as Bermudas na segunda-feira e provavelmente irá desaparecer sobre o oceano aberto nos próximos dias. As tempestades tropicais Teddy e Vicky ainda estão no meio do Atlântico. Teddy deve se fortalecer à medida que se dirige para as Bermudas, enquanto Vicky deve se dissipar no final da semana. Há também uma depressão tropical e uma área para na costa oeste da África.

A temporada de furacões de 2020 tem sido incrivelmente ativa. Já estamos na letra V na lista de nomes de tempestades deste ano (sempre nomes de mulheres) . Anteriormente, atingimos esse ponto com o furacão Vince em 2005, mas essa é a única outra vez desde que a manutenção de registros começou em 1851 – e estamos 25 dias à frente desse recorde. A temporada de furacões se estende até novembro, o que significa que temos pelo menos mais dois meses de tempestades.

A previsão original para este ano era de cerca de 19 a 25 tempestades, mas até agora parece que essa temporada de furacões será a mais ativa já registrada no Atlântico.

Fonte: NOAA

Em colaboração com o site Saiba de Tudo

Veja também

+ Grazi Massafera exibe corpão dançando “Macarena” com barriga de fora e short

+ Asteroide do tamanho de um avião 747 passou ‘raspando’ da Terra a 29.376 quilômetros por hora

+ Rolex de ouro bate recorde e é vendido por R$ 8 milhões

+ Samsung lança TV 8K de 292 polegadas, a maior TV do mundo

+ Cientistas localizam o centro do Sistema Solar — e advinhem, não é o Sol

+ Carol Nakamura compartilha projeto de sua mansão de R$ 2 milhões; veja

+ Maria Zilda relembra quando soube que Ary Fontoura era gay

+ Uma Harley-Davidson com 360 diamantes e peças banhados a ouro, a moto mais cara do mundo

+ Veja momento em que bola de fogo explode no céu de Tóquio

+ Dicas fáceis de como limpar panela queimada

+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo


  • arrow