Startup promete viagens aéreas supersônicas por R$ 530 | TechBreak - Tudo sobre Tecnologia

Startup promete viagens aéreas supersônicas por R$ 530

Startup quer oferecer viagens aéreas supersônicas a partir de R$ 500
Startup quer oferecer viagens aéreas supersônicas a partir de R$ 500
Startup quer oferecer viagens aéreas supersônicas a partir de R$ 500

Desde que o último voo do Concorde, em 2003, nenhuma empresa oferece voos comerciais supersônicos. Mas a startup Boom Supersonic quer mudar isso, com o objetivo futuro de tornar o voo acima da velocidade do som tão acessível quanto um voo promocional em uma aeronave tradicional.

+ China divulga primeiras imagens do robô Zhurong em Marte
+ Netflix: “Resident Evil No Escuro Absoluto” ganha novo trailer e data de estreia
+ Projeto Starline: Google une pessoas por meio de holografia
+ Museu da Inclusão é o primeiro do Brasil a receber Selo de Acessibilidade Digital

O primeiro passo dado pela companhia foi a apresentação, em outubro passado, do projeto do Overture, uma aeronave capaz de voar a Mach 2.2 levando até 88 pessoas, que a Boom Supersonic espera colocar no ar até 2026.

Desde o início da aviação comercial a jato, nos anos 1950, o tempo das viagens aéreas não apresentou alterações significativas. Algo que na opinião do CEO da empresa, Blake Scholl, precisa mudar. “Essa barreira de tempo é o que nos mantêm separados. Nos acreditamos que é extremamente importante quebrar essa barreira. Mais até do que a velocidade do som”, comentou Scholl em entrevista para o CNN Travel.

Com uma aeronave Mach 2.2, uma viagem entre Nova York (EUA) e Londres (Reino Unido) iria levar cerca de 3h15. Outro ponto levantado pelo executivo é o objetivo de tornar o voo supersônico acessível, com tarifas iniciais equivalentes ao voo na classe executiva de um avião normal, atingindo em algumas décadas a meta de oferecer tarifas de até US$ 100 (cerca R$ 530).




  • arrow