Se as leituras estiverem corretas, há algo muito estranho neste exoplaneta | TechBreak - Tudo sobre Tecnologia

Se as leituras estiverem corretas, há algo muito estranho neste exoplaneta

Uma ilustração artística do LTT 9779b, um exoplaneta ultraquente de Netuno que orbita sua estrela hospedeira em menos de um dia. Imagem: Ricardo Ramirez, Universidad de Chile
Uma ilustração artística do LTT 9779b, um exoplaneta ultraquente de Netuno que orbita sua estrela hospedeira em menos de um dia. Imagem: Ricardo Ramirez, Universidad de Chile
Uma ilustração artística do LTT 9779b, um exoplaneta ultraquente de Netuno que orbita sua estrela hospedeira em menos de um dia. Imagem: Ricardo Ramirez, Universidad de Chile

Astrônomos da Universidade do Kansas descobriram evidências de uma atmosfera em torno de um exoplaneta extremamente quente. Contudo, segundo o que se conhece atualmente, esta atmosfera não deveria existir e, se as leituras recebidas pelos cientistas estiverem certas, algo muito estranho se passa nesse exoplaneta tão quente e exposto a grandes quantidades de radiação.

+ Microsoft Edge recebe nova funcionalidade para aumentar velocidade de carregamento
+ The Liberator: série da Netflix vai combinar animação e imagens reais
+ Startup de Rondônia desenvolve aplicativo que faz alerta para aglomeração
+ Telescópio Hubble registra “fusão” de galáxias
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Localizada a 260 anos-luz de distância na constelação de Escultor o exoplaneta LTT 9779b orbita a sua estrela, a LTT 9779, que é do tipo G8. A estrela tem cerca de 2 bilhões de anos e é rica em metais.

O exoplaneta é um planeta gigante com massa semelhante à deUrano ou Netuno. Orbita tão perto da sua estrela que a sua superfície fica exposta a grandes quantidades de radiação. De modo geral, estes tipos de planetas acabam por ser muito mais quentes do que Netuno.

Contudo, há algo incomum no LTT 9779b, ao analisar os dados do telescópio espacial TESS e Spitzer da NASA, foi descoberto que tinha uma atmosfera – apesar da sua temperatura escaldante.

“Pela primeira vez, medimos a luz que vem deste planeta que não deveria existir.”

Escreveu Ian Crossfield, professor assistente de física e astronomia da KU e principal autor do artigo publicado na revista Astrophysical Journal Letters, num comunicado.

Apesar da existência de uma atmosfera, LTT 9779b seria um lugar horrível para se viver. Aliás, o planeta é tão intensamente irradiado pela sua estrela que a sua temperatura ultrapassa os 1.700 °C. Como tal, a sua atmosfera deveria evaporar completamente. Ainda assim, as observações do Spitzer mostram a sua atmosfera através da luz infravermelha que o planeta emite.

Os cientistas dizem que ainda não sabem tudo sobre o planeta. No entanto, as medições feitas poderão ser o suficiente para saber que este será um objeto realmente frutífero para estudos futuros. Na verdade, a NASA planejando “dar uma espiada” mais de perto, recorrendo ao tão esperado Telescópio Espacial James Webb.

Embora possa ser extremamente inóspito, a investigação pode levar-nos a localizar outros lugares muito mais hospitaleiros do universo.

A descoberta do LTT 9779b foi escrita originalmente em um artigo na revista Nature Astronomy.

Veja também:

+ Descubra as maiores tendências de cozinha que estão bombando em 2021

+ Cozinha afetiva: dicas e inspirações para uma decoração que exalta as memórias

+ A “Moto do Ano 2021” na Alemanha

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Conheça o iate de luxo de Giorgio Armani: ele mesmo projetou e custa R$ 330 milhões

+ Cozinhas coloridas: veja dicas essenciais para apostar em projetos alegres, modernos e joviais

+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’

+ Bruna Lombardi posta foto nua aos 68 anos

+ Bruna Marquezine posa de biquíni no Copacabana Palace. Confira as fotos!

+ Os 3 signos mais sensitivos do zodíaco

+ Os ‘Sapatos de Satanás’ do rapper Lil Nas X conterão uma gota de sangue humano

+ O bico do seu p… é rosa? Juliana Caetano, responde a fã de maneira ousada






  • arrow