Receita Federal divulga as regras para entrega do IRPF 2022 | TechBreak - Tudo sobre Tecnologia

Receita Federal divulga as regras para entrega do IRPF 2022

Comprovantes para Imposto de Renda devem ser enviados até dia 28. Foto: Pixabay
Comprovantes para Imposto de Renda devem ser enviados até dia 28. Foto: Pixabay
Receita Federal divulga as regras para entrega do IRPF 2022

A Receita Federal divulgou as regras para a entrega da Declaração do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física) 2022. O prazo de envio terá início às 8 horas do dia 07 de março e termina às 23h59min59s do dia 29 de abril (horário de Brasília).

+ Nasa aposta em projeto de asa voadora para exploração de Vênus
+ Knockout City deixa a EA e se torna um jogo gratuito
+ Estado do Antonov An-225, maior avião do mundo, ainda é incerto após ataque russo

Após esta data e hora, o contribuinte que apresentar a declaração receberá multa pelo atraso. A expectativa é de que 34.100.000 declarações sejam enviadas até o final do prazo.

Neste ano, as novidades são o acesso ampliado à declaração pré-preenchida por meio de todas as plataformas disponíveis e o recebimento da restituição e o pagamento de DARF via PIX.

A declaração pode ser feita pelo computador ou por meio de tablets e smartphones. Outras informações podem ser encontradas no site da Receita Federal.

Estão obrigados a apresentar a declaração aqueles que:

  • Receberam rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70 (vinte e oito mil, quinhentos e cinquenta e nove reais e setenta centavos) e, em relação à atividade rural, obtiveram receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 (cento e quarenta e dois mil, setecentos e noventa e oito reais e cinquenta centavos);
  • Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00 (quarenta mil reais);
  • Também estão obrigadas a apresentar a declaração aquelas pessoas físicas residentes no Brasil que no ano-calendário de 2021, entre outros:
  • Obtiveram, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizaram operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Tiveram, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00 (trezentos mil reais).

Veja também:

+ Veja fotos do Fusca da casa incendiada: raro 1950 Split Window vale uma fortuna
+ Veja fotos de Juliana Paes fazendo topless na Chapada dos Veadeiros
+ Vídeo: Avião de pega fogo após colidir com caminhão em rodovia
+ Qual são os países mais felizes do mundo?
+ Carla Perez posa de vestido rosa durante viagem nas Maldivas: ‘perfeita’
+ Os 3 signos mais sensitivos do zodíaco
+ Bruna Lombardi posta foto nua aos 68 anos
+ Descubra as maiores tendências de cozinha que estão bombando em 2021
+ A “Moto do Ano 2021” na Alemanha
+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok
+ Conheça o iate de luxo de Giorgio Armani: ele mesmo projetou e custa R$ 330 milhões
+ Cozinhas coloridas: veja dicas essenciais para apostar em projetos alegres, modernos e joviais
+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’
+ O bico do seu p… é rosa? Juliana Caetano, responde a fã de maneira ousada




  • arrow