Os 10 aviões de caça mais numerosos do mundo | TechBreak - Tudo sobre Tecnologia

Os 10 aviões de caça mais numerosos do mundo

EUA irão doar caças F-16 para a Bulgária
EUA irão doar caças F-16 para a Bulgária
F-16

Modelos como o russo Sukhoi Su-57 e o americano Lockheed Martin F-22 Raptor estão entre os aviões de caça mais poderosos do mundo. Mas você sabe quais são aqueles presentes em maior número nas forças aéreas do mundo?

+ Conheça os aviões presidenciais da América do Sul
+ Veja os 5 aviões de caça a jato mais velozes em serviço
+ Conheça os aviões de caça a jato usados na América do Sul

Confira a seguir quais são esses aviões de caça mais numerosos. Os números são do anuário World Air Forces 2022.

1º – F-16 Fighting Falcon

Caças F-16 do Iraque voltam a operar depois de passarem quase o ano todo no solo
F-16 do Iraque

O hoje produzido pela Lockheed Martin, o americano F-16 Fighting Falcon é atualmente o avião de caça mais numeroso em operação no mundo. Até 2021, 2.248 unidades da aeronave estavam em operação no mundo.

Capaz de voar a Mach 2.05, o caça entrou em serviço em 1978. Além dos Estados Unidos, o outros 24 países operam o avião. Na América Latina, duas nações utilizam o caça: Venezuela (F-16 A/B) e Chile (F-16 C/D e A/B MLU).

2º – Su-27/30

Sukhoi Su-27
Sukhoi Su-27

A segunda colocação no ranking fica com os caças da família Sukhoi Su-27. Em serviço desde os anos 1980, surgiram como o equivalente soviético ao americano F-15 Eagle.

Atualmente são 1.063 unidades em operação deste caça que voa a ate Mach 2.35, figurando inclusive nos arsenais da Rússia e Ucrânia. Na América do Sul, a Venezuela é usuária do Sukhoi Su-30.

3º – F-15 Eagle

Força Aérea dos EUA recebe primeiro F-15EX
F-15EX

Surgido como um McDonnell Douglas e em serviço desde 1976, o americano F-15 hoje é um produto da Boeing. Mesmo com a chegada do F-22 Raptor, deve seguir pelas próximas décadas como um dos principais caças do arsenal americano.

Capaz de voar a até Mach 2.5, somava até 2021 963 unidades em operação pelos Estados Unidos e em outros cinco países: Israel, Japão, Coreia do Sul, Catar, Arábia Saudita e Singapura.

4º – F-18

Boeing F/A-18 E/F Super Hornet
Boeing F/A-18 E/F Super Hornet

Outro produto surgido como um McDonnell Douglas e produzido atualmente pela Boeing, o astro de “Top Gun: Maverick” é atualmente o principal caça da Marinha e do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos, que utilizam a variante mais atual F/A-18 E/F Super Hornet.

Voa a Mach 1.8 e somava 893 unidades em operação no mundo. Além dos Estados Unidos, a versão mais atual e a mais antiga do caça – que começou a operar em 1983 – é usada por outros sete países: Suíça, Espanha, Malásia, Kuwait, Finlândia, Canadá e Austrália).

5º – MiG-29

Mig-29

Apesar do visual muito parecido com o americano F-15, o russo MiG-29 entrou em serviço em 1982 para fazer frente ao mais compacto F-16. Em desenvolvimento até os dias atuais, é outro caça que está em uso pelos dois lados do conflito militar na Ucrânia.

Preparado para atingir a velocidade máxima de Mach 2.25, contava com 822 unidades em operação no mundo, em países da Europa, Ásia, África e até da América do Sul, voando pela Força Aérea do Peru.

6º – Eurofighter Typhoon

Eurofighter, Rafale, F-18 e F-35 vão disputar concorrência na Suíça
Eurofighter

Em serviço desde 2003, o Eurofighter é atualmente o principal caça em uso em vários países europeus e até no Oriente Médio.

Capaz de voar a até Mach 2.0, tinha uma frota ativa de 512 unidades até 2021. Está em uso na Áustria, Alemanha, Itália, Kuwait, Omã, Qatar, Arábia Saudita, Espanha e Reino Unido.

7º – Su-25

Sukhoi Su-25
Sukhoi Su-25

O subsônico Sukhoi Su-25 é um intruso no meio de um monte de caças supersônicos. Capaz de voar a até 975 km/h, é utilizado principalmente para missões de ataque ao solo. Mas pode ser equipado com mísseis ar-ar. O que, de certa forma, permite ao modelo entrar nesta lista.

Com 477 unidades em serviço ativo no mundo, também é usado por russos e ucranianos e outros 20 países da Europa, Ásia, África e Oriente Médio e América do Sul, onde está em uso no Peru.

8º – F-35

Caça F-35A completa teste de voo com bomba nuclear
F-35A

Uma das caças mais novos do arsenal americano, o avião de baixa assinatura radar Lockheed Martin F-35 Lightning II é capaz de voar a Mach 1.6 e fez a sua estreia em 2015. Está em uso na Marinha, Corpo de Fuzileiros Navais e Força Aérea dos Estados Unidos.

Mas nos últimos tempos tem se mostrado também como um sucesso de vendas internacional. Eram 445 unidades em operação em 2021. A lista de operadores e países que estão esperando os seus exemplares é extensa: 13 países, localizados na Europa e na Ásia.

9º J-7

Chengdu J-7
Chengdu J-7

Clone do soviético MiG-21, o chinês Chengdu J-7 é quase tão popular no mundo quanto o avião original que era fabricado na então União Soviética.

Fez o seu primeiro voo em 1966 e só deixou de ser produzido em 2013. Capaz de voar a Mach 2, somava 445 unidades em operação na China, Coreia do Norte e em outros 11 países da Ásia e África.

10º F-5

Último F-5FM modernizado recebe autorização para operar na FAB
F-5FM

Surgido nos anos 1960 como o projeto de um caça supersônico leve, simples e compacto, capaz de voar a Mach 1.6, para ser vendido aos países amigos dos Estados Unidos, o Northrop F-5 segue como um dos caças mais numerosos do mundo.

Até 2021, o modelo somava 412 unidades em operação em 18 países, incluindo o Brasil e o Chile. Mas o mais inusitado desses operadores é o Irã, que recebeu exemplares do caça nos anos 1970 (quando o país era aliado dos EUA) e há mais de 40 anos segue operando esses aviões mesmo sem apoio americano.




  • arrow