Hamilton relança o primeiro relógio digital por R$ 5.000 | TechBreak - Tudo sobre Tecnologia

Hamilton relança o primeiro relógio digital por R$ 5.000



Em 6 de maio de 1970, em uma conferência de imprensa no restaurante Four Seasons em Nova York, a Hamilton Watch revelou seu relógio Pulsar ao mundo. Era um relógio de quartzo, que não tinha partes móveis e possuia um mostrador digital de LED atrás de um cristal vermelho feito de rubi artificial.

+ Nokia relança o 5310 XpressMusic, em versão repaginada por 39 euros
+ Faixa luminosa na atmosfera da Terra é registrada da Estação Espacial
+ Netflix Party permite assistir filme ou série com os amigos à distância

O primeiro relógio inteiramente fabricado com eletrônicos de estado sólido foi uma sensação. E quando o primeiro Pulsar, o P1, em ouro de 18 quilates foi colocado à venda, foi comprado pelos ricos e famosos, apesar de seu preço de US $ 2.100 (US $ 13.641 em 2020)

O novo PSR é uma versão atualizada do Pulsar original, com a mesma caixa e pulseira de metal, e o mesmo monitor de LED (embora em uma forma OLED com maior eficiência energética), mas desta vez foi feito com um LCD que mostra o hora em várias condições de luz do dia.

O novo Hamilton PSR está disponível em dois modelos. Na versão em aço inoxidável e a outra é revestida em PVD de ouro amarelo, limitada a apenas 1.970 unidades. Ambos possuem movimentos digitais de quartzo em com a caixa medindo 40,8 x 34,7 mm, resistente à água a 10 bar (100 m, 330 pés). Ambos vêm com pulseira de metal correspondente.

Disponível ainda este ano, o PSR custa US $ 745 para o aço inoxidável e US $ 995 para o PVD de ouro amarelo ou R$ 3.700 e R$ 5.020 em conversão direta.

O vídeo abaixo apresenta o PSR Hamilton.

Join the Discussion

Your email address will not be published. Required fields are marked *

  • arrow