Embraer KC-390 Millennium realiza testes no frio extremo do Alasca | TechBreak - Tudo sobre Tecnologia

Embraer KC-390 Millennium realiza testes no frio extremo do Alasca

Embraer KC-390 Millennium realiza testes no frio extremo do Alasca
Embraer KC-390 Millennium realiza testes no frio extremo do Alasca
Embraer KC-390 Millennium realiza testes no frio extremo do Alasca

A Força Aérea Brasileira e a Embraer iniciaram, no último dia 08 os ensaios de frio extremo, Cold Soak, do cargueiro KC-390 Millennium nos Estados Unidos (EUA). A missão tem como foco verificar a integração de todos os subsistemas e a robustez do novo avião em ambiente hostil, com condições de temperatura extremamente baixas.

+Força Aérea dos EUA inicia processo de aposentadora do bombardeiro B-1 Lancer
+Existem quatro pessoas nesta ilusão de ótica, tente descobrir
+Inteligência artificial permite automatizar análise de sementes na agricultura

O ensaio de Cold Soak tem por objetivo investigar, no quesito sistema, o efeito da exposição da aeronave a temperaturas extremamente baixas, por um intervalo de tempo considerável em solo, situação na qual a falha de sistemas pode levar a eventos de Dificuldades em Serviço, nas quais a aeronave fique sem condições de operação.

O início da atividade se deu com a chegada do KC-390 na cidade de Jacksonville (Flórida), onde a equipe especializada da Embraer e da FAB, entre engenheiros, técnicos e tripulantes se reuniram. No mesmo dia, a aeronave decolou para Moses Lake (Washington) para realizar o primeiro trajeto do traslado para Fairbanks (Alasca). Vale notar que essa etapa teve duração de 6h28min, que representa o maior tempo de voo operacional do KC-390, em percurso único, já realizado e explicita a autonomia e o alcance da aeronave, fatores essenciais para o cumprimento da missão de transporte aéreo logístico.

Em Fairbanks, a aeronave foi exposta, por um longo período, a um ambiente climático favorável aos testes, atingindo um pico de -37,8°C com sensação térmica de – 47,8°C. Após o tempo de exposição requisitado, foram conduzidos cheques operacionais da aeronave para verificar a correta funcionalidade de diversos sistemas, tais como: aviônicos, elétrico, hidráulico, controles de voo, combustível, motores, Auxiliary Power Unit (APU) e radar.

“Foi uma grande alegria para o time de engenheiros e mecânicos da Embraer observar o resultado de anos de desenvolvimento. A aeronave operou muito bem e, com o resultado do ensaio, poderemos aumentar a segurança e a eficiência quando o KC-390 operar em baixas temperaturas”, comentou o engenheiro da Embraer Guilherme Moreschi Valente dos Santos.




  • arrow