Contas de luz continuam mais caras; entenda.

Contas de luz continuam mais caras; entenda

Contas de luz continuam mais caras; entenda. Foto: pixabay
Contas de luz continuam mais caras; entenda. Foto: pixabay
Contas de luz continuam mais caras; entenda. Foto: pixabay

Segundo o governo, esse valor extra foi necessário para cobrir os custos de energia, que ficaram mais caros em decorrência do enfrentamento do período de escassez de recursos hídricos, em 2021, o pior em 91 anos. A bandeira Escassez Hídrica segue em vigor até abril de 2022.

+ Conheça 9 sinais de depressão em gatos e 8 maneiras de ajudá-los
+ Conheça 9 sinais de depressão em gatos e 8 maneiras de ajudá-los
+ Portas pocket: a melhor prateleira para expor suas louças (e esconder a bagunça quando for preciso!)

Os consumidores que recebem o benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica terão bandeira verde em março.

Com isso, não haverá acréscimo na conta de luz dos beneficiários. A decisão foi anunciada hoje (25) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Para os demais usuários, no entanto, continua vigente a bandeira Escassez Hídrica, no valor de R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos.

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, acredita que a partir de abril a bandeira de Escassez Hídrica deixará de ser aplicada. “Acreditamos que [a bandeira Escassez Hídrica] não será necessária a partir de abril.

+ Receita Federal divulga as regras para entrega do IRPF 2022
+ Nasa aposta em projeto de asa voadora para exploração de Vênus
+ Cris Tales é o jogo grátis da Epic Games Store na semana

[Ela] foi utilizada para pagar o custo adicional de geração de energia.

Como nós não tínhamos água para gerar as nossas usinas hidrelétricas, tivemos que contratar energia no exterior, da Argentina, do Uruguai, e tivemos que usar nossas usinas termelétricas, que são mais caras, por conta do petróleo, do óleo, por conta do gás”.

Fonte: Agência Brasil




  • arrow