Cientistas desenvolvem “dispositivo para perder peso” que trava as mandíbulas das pessoas | TechBreak - Tudo sobre Tecnologia

Cientistas desenvolvem “dispositivo para perder peso” que trava as mandíbulas das pessoas

Cientistas desenvolvem “dispositivo para perder peso” que trava as mandíbulas das pessoas. Foto: Reprodução Twitter
Cientistas desenvolvem “dispositivo para perder peso” que trava as mandíbulas das pessoas. Foto: Reprodução Twitter
Cientistas desenvolvem “dispositivo para perder peso” que trava as mandíbulas das pessoas. Foto: Reprodução Twitter

Os cientistas têm lidado com reações adversas após desenvolverem um dispositivo que trava as mandíbulas das pessoas e as força a consumir uma dieta puramente líquida. Alguns usuários do Twitter questionaram a ética e os aspectos práticos do dispositivo, enquanto outros chegaram ao ponto de compará-lo a um “dispositivo de tortura medieval”.

+ São Paulo procura 968 pessoas que podem ter tomado vacina vencida
+ Rafa Kalimann reflete após término com Daniel Caon: “Quando não souber o que fazer, dê uma pausa”
+ Ana Maria Braga testa positivo para Covid-19 e se afasta do ‘Mais Você’

O dispositivo de fixação da mandíbula, chamado DentalSlim Diet Control, consiste em ímãs que são fixados nos primeiros molares inferiores e superiores para impedir que a mandíbula se abra mais de 2 milímetros. Embora o dispositivo possa ser aberto pelo usuário em uma emergência, a ideia, aparentemente, é manter a mandíbula quase fechada e incentivar os usuários a seguirem uma dieta líquida com menos calorias.

Foi criado por pesquisadores da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, e recentemente foi tema de um artigo publicado no Nature’s British Dental Journal. O estudo viu sete pacientes obesos sendo adaptados com o dispositivo por duas semanas e submetidos a uma dieta líquida disponível comercialmente. Os resultados indicam que os participantes perderam uma média de 6,36 kg e “estavam motivados para continuar com sua jornada de perda de peso”.

No entanto, nem todos viram o dispositivo de uma forma positiva. Quando o comunicado à imprensa da pesquisa foi postado no Twitter , centenas de pessoas acessaram seus teclados para fazer críticas ao dispositivo.

Depois de perceber que a pesquisa estava causando polêmica no Twitter, a Universidade de Otago respondeu: “Para esclarecer, a intenção do dispositivo não é uma ferramenta de perda de peso rápida ou de longo prazo; em vez disso, destina-se a ajudar as pessoas que precisam ser submetidas a cirurgia e que não podem fazer a cirurgia até perder peso. ”

“Depois de duas ou três semanas, os ímãs podem ser desengatados e o dispositivo removido. Eles poderiam então ter um período com uma dieta menos restrita e, em seguida, voltar ao tratamento. Isso permitiria uma abordagem em fases para perda de peso apoiada por conselhos de um nutricionista ”, acrescentaram.


Veja também:

+ Descubra as maiores tendências de cozinha que estão bombando em 2021

+ Cozinha afetiva: dicas e inspirações para uma decoração que exalta as memórias

+ A “Moto do Ano 2021” na Alemanha

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Conheça o iate de luxo de Giorgio Armani: ele mesmo projetou e custa R$ 330 milhões

+ Cozinhas coloridas: veja dicas essenciais para apostar em projetos alegres, modernos e joviais

+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’

+ Bruna Lombardi posta foto nua aos 68 anos

+ Bruna Marquezine posa de biquíni no Copacabana Palace. Confira as fotos!

+ Os 3 signos mais sensitivos do zodíaco

+ Os ‘Sapatos de Satanás’ do rapper Lil Nas X conterão uma gota de sangue humano

+ O bico do seu p… é rosa? Juliana Caetano, responde a fã de maneira ousada






  • arrow