Banco genético brasileiro já foi utilizado em 1,9 mil investigações criminais | TechBreak - Tudo sobre Tecnologia

Banco genético brasileiro já foi utilizado em 1,9 mil investigações criminais

Banco genético brasileiro já foi utilizado em 1,9 mil investigações criminais
Banco genético brasileiro já foi utilizado em 1,9 mil investigações criminais
Banco genético brasileiro já foi utilizado em 1,9 mil investigações criminais

O Ministério da Justiça e Segurança Pública informou nesta sexta-feira  (11) que o Banco Nacional de Perfis Genéticos foi utilizado para auxiliar 1.977 investigações criminais em todo o país.

+Samsung anuncia nova TV 4K de 110″ com painel MicroLED
+SP lança bilhete digital do Metrô e CPTM com tecnologia QR Code
+Hubble identifica exoplaneta que se comporta como o “planeta nove”

Os casos que mais tiveram auxílio do banco genético envolvem crimes contra a vida, crimes sexuais e o crime organizado. De acordo com relatório semestral divulgado nesta sexta-feira, houve crescimento de 30% no uso da ferramenta em relação aos dados divulgados em maio deste ano.

O estado de São Paulo utilizou 16.974 perfis genéticos do banco, seguido por Pernambuco (13.964), Goiás (7.102) e Rio Grande do Sul (6.067).  Segundo a pasta, uma das prioridades do ministério é fortalecer a Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos, criada em 2013 para ajudar nas investigações de crimes e na identificação de pessoas desaparecidas, por meio de perfis genéticos armazenados.

Em 2020, foram investidos mais de R$ 80 milhões em ações conjuntas com a Policia Federal (PF) e as secretarias estaduais de segurança pública. No ano passado, foram R$ 35 milhões em investimentos.  A rede é formada por um laboratório da PF e mais 20 ligados aos governos estaduais.

Da Agência Brasil




  • arrow