Após divórcio tumultuado, Jeff Bezos é processado pelo irmão da namorada | TechBreak - Tudo sobre Tecnologia

Após divórcio tumultuado, Jeff Bezos é processado pelo irmão da namorada



E a novela do divórcio de Jeff Bezos não termina. Em um novo capítulo, o CEO da Amazon está sendo processado por Michael Sanchez, irmão de sua namorada, Lauren Sanchez. Michael alega que Bezos e seu consultor de segurança, Gavin De Becker, difamaram sua imagem ao sugerir que ele teria sido o responsável pelo vazamento de mensagens e nudes do dono da Amazon.

+ Google homenageia Robert Gomez Bolaños, o criador de Chaves e Chapolin
+The Sims 5 terá mais interação entre jogadores
+Xiaomi lança luminária que pretende combater Coronavírus
+Poco X2: modelo de baixo custo chega com preço imbatível

Para relembrar a história, Bezos se divorciou de sua esposa MacKenzie em janeiro do ano passado, após mensagens comprometedoras terem sido divulgadas pelo tabloide National Inquirer. Alguns dias depois, uma reportagem do Daily Beast afirmou que, segundo fontes do National Inquirer, Michael Sanchez teria fornecido o material privado de Bezos ao tabloide.

História enrolada

No processo, Michael admite que sabia do relacionamento extraconjungal de Bezos com sua irmã e inicialmente ajudou a ocultar o namoro. Ele alega que foi contactado pelo tabloide National Inquirer e apenas confirmou a relação e tentou negociar a forma como ela seria publicada, mas nega ter passado qualquer material para a publicação. Já a namorada de Bezos, Lauren Sanchez, acusa o irmão de ser a fonte do jornal e diz que a família está “arrasada com esse falso processo”.

Além disso, um contrato analisado pela reportagem do NY Times mostrou que Michael Sanchez teria vendido as informações comprometedoras ao National Inquirer por US$ 200.00.

Conexão árabe

O NY Times observa que não há nenhuma declaração pública de Bezos ou seu consultor incriminando Michael. Desde o início, Bezos levantou suspeitas de que pessoas ligadas ao governo saudita estariam por trás da invasão de seu celular.

Esta tese foi reforçada há poucos dias, quando uma investigação apontou que o príncipe saudita Mohammed Bin Salman, conhecido por MBS, teria sido o responsável pela invasão do celular de Bezos, por meio de uma mensagem de WhatsApp. Agora, autoridades investigam se MBS teria repassado o material íntimo de Bezos para Michael, que por sua vez teria vendido o conteúdo ao tabloide.

  • arrow