Algumas tripulações de submarinos nucleares podem nem saber sobre a pandemia de coronavírus | TechBreak - Tudo sobre Tecnologia

Algumas tripulações de submarinos nucleares podem nem saber sobre a pandemia de coronavírus

Algumas tripulações de submarinos nucleares podem nem saber sobre a pandemia de coronavírus



Algumas tripulações de submarinos nucleares podem nem saber sobre a pandemia de coronavírus
Algumas tripulações de submarinos nucleares podem nem saber sobre a pandemia de coronavírus

O coronavírus COVID-19 está começando a ter um grande impacto nas marinhas do mundo, já que as tripulações de navios em todo o mundo estão testando positivo para o novo vírus. Em outros casos, navios expostos a um portador de vírus foram bloqueados em quarentena em portos de todo mundo.

+ Como o coronavírus vai mudar nossas vidas: 10 tendências para o mundo pós-pandemia
+ Nissan lança serviço de assinatura mensal de carros
+ Thiago Gouveia, Pro-player de ‘Free Fire’, morre em acidente de carro aos 21 anos
+ WhatsApp vai liberar uso de mesma conta em vários aparelhos

Segundo o site Popular mechanics, um ex-comandante de submarino nuclear da Marinha Francesa diz que as equipes estratégicas de submarinos nucleares do país provavelmente não sabem que a pandemia está ocorrendo.

Desde a detecção dos vírus em dezembro de 2019, o vírus COVID-19 se espalhou rapidamente pelo mundo, com quase 1 milhão de infecções registradas em todo o mundo. Agora é difícil imaginar um lugar onde a pandemia nunca aconteceu e onde as pessoas desconhecem que está ocorrendo. Graças às armas nucleares, esse local existe: a bordo de submarinos nucleares realizando suas patrulhas em todo o mundo.

Ainda segundo o site, o almirante aposentado da Marinha Francesa Dominique Salles, que comandou os quatro submarinos de mísseis nucleares de seu país nos anos 2000, disse que as tripulações francesas atualmente em patrulha ignorariam completamente a propagação do vírus. Os navios normalmente passam de 60 a 70 dias seguidos e são mantidos desinformados de tais eventos, a fim de mantê-los focados na missão de dissuasão nuclear.

Não está claro se as tripulações submarinas de mísseis nucleares dos EUA não estão igualmente informadas da pandemia. A Marinha dos EUA opera quatorze submarinos de mísseis balísticos da classe Ohio , com oito ou nove normalmente no mar e quatro ou cinco em “alerta máximo”, o que significa que estão em operação em alto mar e prontos para cumprir sua missão. Os submarinos da classe Ohio normalmente passam 70 dias por vez no mar.

  • arrow