Marinha do Brasil afunda fragata em testes de mísseis em alto-mar

Foram cinco dias consecutivos realizando procedimentos de combate

Foi realizada entre 24 e 28 de julho a operação Missilex 2017, uma série de exercícios de caráter militar que aconteceu ao sul da ilha de Cabo Frio, no Rio de Janeiro. A Marinha do Brasil utilizou o período para testar manobras e estrear alguns procedimentos de combate. Demonstrando o uso de mísseis, torpedos, bombas, metralhadoras e canhões, uma fragata fora de uso, a Bosísio, foi afundada ao ser usada como alvo.

Leia mais:
+ Avião militar: EUA começam a desenhar sua próxima geração de caças
Caça dos EUA decola de porta-aviões com “catapulta eletromagnética”; assista
Abrigos antinucleares: tensão política faz venda crescer nos EUA

No vídeo abaixo é possível ver uma série de manobras, como o míssil Ar-Superfície Penguin, lançado pela aeronave SH-16, e a fragata Rademaker, que lançou um míssil superfície-superfície Exocet MM40.

O ataque à fragata desativada ainda contou lançamentos de bombas de 230kg feitos por aeronaves de Interceptação e Ataque (AF-1).

Depois de vários exercícios, o fim da missão foi marcado pelo lançamento do torpedo MK46 da aeronave SH-16.

Curta nossa página no Facebook

arrow