Força Aérea dos EUA promete teste com arma laser em 2018

Montagem feita pelo DARPA

Força Aérea, Marinha e Exército já trabalham em armas laser para futuro próximo

Se você acha que armas laser são invenções de filmes de Hollywood, pode esperar que em breve elas estarão cada vez mais presentes. O Tenente General Marshall “Brad” Webb, líder do comando de operações especiais da Força Aérea dos Estados Unidos, disse que há planos de testar uma arma laser em aviões no próximo ano. As informações são do site DefenseTech.

Leia mais:
Coreia do Norte: veja quais aviões EUA e Japão usam para vigiar região
Avião militar: EUA começam a desenhar sua próxima geração de caças
Caça dos EUA decola de porta-aviões com “catapulta eletromagnética”; assista

“Eu estou muito empolgado com essa demonstração. Se você questiona os cientistas especializados com lasers sobre essa questão, metade é cético e metade fanático. Eu acho válido testarmos. Nós podemos ter algo confiável para atingir algo no solo diretamente do ar? Podemos controlar o raio? Eu fico muito entusiasmado com isso”, afirmou.

Há muito tempo que o Pentágono está empolgado em desenvolver armas laser. Junto com a Força Aérea, já chegaram testar armas capazes de desabilitar veículos parados ou torres de comunicação, como antenas de celulares.

Em um teste passado, chamado Airborne Laser, instalaram um sistema em um Boeing 747-400, mas o projeto acabou sendo cancelado em 2009 por seu custo.

A própria Marinha dos Estados Unidos já tem trabalhado neste sentido também. O navio USS Ponce conta com um laser de 20-kilowatt, assim com o Exército também tem testado lasers em veículos de combate.

Segundo Webb, o orçamento para estas pesquisas é a parte mais complicada. “Há uma série de passos que deveremos tomar até chegarmos em 2020. É um desafio. Acontecerá um teste no ano que vem e em alguns anos teremos aeronaves atirando com lasers”, finalizou.

Curta nossa página no Facebook

arrow